top of page

VEJA O QUE FAZER QUANDO SENTIR ODOR ESTRANHO AO UTILIZAR O AR-CONDICIONADO

Depois de algum tempo da instalação do aparelho, pode acontecer determinadas situações onde ocorrem mau cheiro ao utilizar o condicionador de ar. Quando isso acontece pode ser um indicativo de que chegou a hora de realizar a limpeza ou manutenção do aparelho.


Os condicionadores de ar funcionam realizando a troca de calor no ambiente. De forma simples, o ar quente passa pelas serpentinas resfriadas, fazendo com que baixe a temperatura e, depois, é enviado para o ambiente de forma resfriada.


De acordo com o modelo do condicionador de ar e conforme a umidade do ambiente, o filtro do ar-condicionado pode acumular resíduos e ficar sujo, pois ele retira impurezas do ar, que ficam acumuladas nesta parte do aparelho. Sendo assim, o ar-condicionado com mau cheiro, na maioria dos casos, indica um acúmulo de fungos ou outros microrganismos no filtro.


Veja quais são os motivos mais comuns para o ar-condicionado estar com mau cheiro:


1. Falta de limpeza do aparelho

Muitos não sabem qual a frequência com que devem limpar o aparelho. A umidade presente no ambiente, além de impurezas e microrganismos no ar, acaba favorecendo a proliferação de mofo no filtro do ar-condicionado. Portanto, fique atento às informações do seu aparelho no manual: lá tem a frequência certa para executar a limpeza.


2. Problemas com o dreno

Uma das peças fundamentais para o funcionamento do condicionador de ar são as mangueiras do dreno. Elas servem para retirar a água formada pelo processo de condensação que ocorre ao resfriar o ar.


Devido à umidade presente neste componente, é possível que a formação de mofo cause entupimento. Em modelos de ar janela, o problema também pode ser causado pelo acúmulo de folhas e outras impurezas na bandeja de drenagem.


Tanto a bandeja quanto as mangueiras podem – e devem – ser limpas regularmente. O processo pode ser feito com uma escova e uma solução de água sanitária em, aproximadamente, quatro litros de água morna. Não esqueça de enxaguar bem e deixar os componentes secarem completamente antes de remontar o aparelho.


3. Necessidade de troca do filtro

O filtro, além de precisar ser lavado com certa frequência, também deve ser trocado segundo a recomendação do fabricante. Em alguns casos, o ar-condicionado com mau cheiro pode ser um sintoma da degradação do filtro ou da formação de mofo nesta peça.


4. Mofo ou fungos no ambiente

Eventualmente, mesmo após limpar o ar-condicionado adequadamente, o problema com o mau cheiro não some. Na maioria das vezes, isso acontece porque a origem do odor não está no aparelho, e sim no ambiente.


Como explicamos anteriormente, o ar-condicionado funciona filtrando o ar de um espaço. Ou seja, se existir mofo ou fungos em qualquer local do ambiente, o aparelho pode ajudar na propagação do problema. Então, se você já limpou o ar-condicionado e o mau cheiro persiste, verifique o ambiente inteiro, dando atenção especial para móveis que estão encostados na parede e próximos a janelas.


O aparelho dever ser limpo mesmo se não for usado com frequência

O manual do seu aparelho de ar-condicionado sempre trará as recomendações de limpeza e manutenção. Geralmente, indicamos que seja feita uma limpeza completa ao menos uma vez ao ano.


Quanto mais frequente o uso, menores são os intervalos indicados entre limpezas. Então, se a unidade de ar-condicionado está em um estabelecimento comercial, por exemplo, precisará de mais atenção. Porém, não se esqueça: você deve limpar seu ar-condicionado mesmo quando ele não está sendo muito usado!


Somente com a manutenção preventiva é possível evitar doenças e prolongar a vida útil do seu ar-condicionado. A seguir, confira os intervalos sugeridos para a limpeza e manutenção da maioria dos modelos, considerando unidades residenciais:


Manutenção interna

Ø Limpar filtro de poeira: duas semanas;

Ø Filtro de carvão ativado: substituir a cada 6 meses;

Ø Gabinetes da unidade interna com pano macio e seco: regularmente;

Ø Mangueira de drenagem: uma vez ao ano;

Ø Bandeja de drenagem: uma vez ao ano;

Ø Encaixe das aletas: uma vez ao ano;

Ø Limpar serpentinas: uma vez ao ano;

Manutenção externa

Ø Limpar sistema de drenagem: uma vez ao ano;

Ø Verificar se é necessário substituir o fluido (R-410A): uma vez ao ano.

Mas lembre-se: existem certas tarefas de manutenção que devem ser feitas somente por um técnico credenciado para evitar danos no aparelho.


Sujeira no ar-condicionado pode causar problemas de saúde?

A falta de manutenção adequada pode acarretar em danos à saúde

Você já pode ter ouvido comentários de que o “ar-condicionado não faz bem para saúde “. No entanto, essa é uma informação incompleta. Na verdade, os riscos estão em aparelhos que não passam pela limpeza e manutenção recomendadas.


O ar-condicionado, quando bem cuidado, pode ser essencial no combate de diversas doenças respiratórias. O risco para a saúde não está no uso do aparelho, mas na falta de manutenção adequada. O mau cheiro no ar-condicionado indica que algo está errado, ou no funcionamento, ou no estado de conservação das peças.


O mofo, principalmente, representa os seguintes riscos:


Ø Reações alérgicas;

Ø Ressecamento da pele;

Ø Sangramento do nariz;

Ø Irritação dos olhos e pulmões.

Portanto, o ar-condicionado não causa reações alérgicas, e isso já foi comprovado por especialistas!


Como resolver o problema do ar-condicionado com mau cheiro


Conhecendo os passos para a higienização, fica mais fácil manter a vida útil do aparelho

Confira a seguir o passo a passo para a higienização dos aparelhos Split e resolva o problema do ar-condicionado com mau cheiro:


Ø Passo 1 – Desligue e abra o aparelho

Antes de mais nada, desligue o aparelho e tire-o da tomada. Nunca realize nenhuma operação de manutenção em equipamentos ligados.

Depois de desligado, é hora de abrir o aparelho. Você pode encontrar instruções específicas de como fazer isso no manual do seu ar-condicionado.


Ø Passo 2 – Retire e higienize o filtro do aparelho

Para limpar o filtro, a peça deve ser retirada do ar-condicionado e lavada em água corrente. Cuidado com a temperatura: a água pode ser morna, mas não muito quente. Assim, você evita causar danos ao filtro.

Se o seu aparelho conta com filtros de Carvão Ativado ou filtros HEPA, não lave essas partes com água. O ideal é utilizar um aspirador de pó ou substituir os filtros. No geral, esses componentes devem ser limpos uma vez ao mês, e trocados a cada quatro ou cinco meses.


Ø Passo 3 – Limpando outras partes do aparelho

Limpe o painel frontal, depois de desencaixado, com um pano macio e seco. Caso esteja muito sujo, você pode umedecer o pano com água morna.

Atenção: não realize a limpeza da parte interna do seu aparelho sem a presença de um profissional capacitado.

Para as partes externas da unidade interna (evaporadora), você pode limpar normalmente poeira, folhas e as aberturas no painel. Para outros casos, como pontos de ferrugem, é essencial que você chame um profissional especializado.


O que evitar?

Ø Não utilize lixas ou polidores para limpar a unidade interna;

Ø Não utilize produtos químicos;

Ø Não lavar com água acima de 40°C;

Ø Não ligar o ar-condicionado sem os filtros.


Ar-condicionado com mau cheiro? Nunca mais!

Ao preservar o seu aparelho, você garante mais saúde para todos

Cuidar bem da sua unidade de ar-condicionado faz mais do que aumentar a vida útil e eficiência do aparelho. Manter as rotinas de limpeza e manutenção preventiva em dia é essencial para garantir a saúde da sua família

Opmerkingen


Posts Em Destaque
Posts Recentes
bottom of page