top of page

A GIGANTE CHINESA DE ELETRODOMÉSTICOS, MIDEA, INICIOU AS OBRAS DA NOVA FÁBRICA EM MINAS


Midea vai investir R$ 600 milhões na nova unidade e gerar cerca de 700 empregos


A Midea, uma das maiores fabricantes de eletrodomésticos do mundo e líder em equipamentos de climatização, lançou em Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais, as obras de sua primeira planta 100% própria no Brasil. Com apoio da Invest Minas, agência do Governo de Minas vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede), a empresa chinesa vai investir R$ 600 milhões na unidade, que deverá gerar 700 empregos quando entrar em operação, em julho de 2024. A iniciativa é parte importante do processo de expansão global da companhia que prevê altos investimentos em países estratégicos como o Brasil, considerado um dos maiores mercados de linha branca do mundo e o maior da América Latina.


Presente em mais de 200 países, a Midea conta com mais de 160 mil funcionários ao redor do mundo e aproximadamente 1,5 mil no Brasil. Desenvolve eletrodomésticos eficientes e econômicos, como produtos de refrigeração, lavanderia, cozinha e linha built in, além de eletroportáteis. A partir de 2024, a Midea Indústria do Brasil (MIDB), como será chamada a fábrica em Minas, terá a capacidade de produzir 1,3 milhão de produtos por ano, começando com os refrigeradores duas portas frost free.


“Nossa meta é estar entre os três principais players do mercado em até quatro anos, e a abertura de nossa fábrica no Brasil proporciona a competitividade necessária para sermos relevantes no segmento de refrigeração”, explica Felipe Costa, CEO da Midea Carrier e da MIDB.


Realizada nessa quarta-feira (12/4), a solenidade oficial que marcou o início das obras contou com as presenças de executivos chineses da companhia e de representantes do Governo de Minas, da Invest Minas e da Prefeitura de Pouso Alegre.


Fernando Passalio, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, ressalta que a instalação da Midea, uma das maiores fabricantes de eletrodomésticos do mundo, na cidade de Pouso Alegre, é mais uma efetiva prova de como Minas Gerais vem, dia após dia, tornando-se o estado mais atrativo para a abertura e expansão de negócios no país. Passalio reitera ainda a desburocratização como um dos fatores primordiais para atração de investimentos para o estado. Além disso, o secretario reforça como essa implementação vai de encontro a um dos maiores objetivos do Governo de Minas: a ampliação da geração de emprego e renda para os mineiros.


A intenção de manter os investimentos em Minas Gerais foi destacada pelo próprio presidente global da Midea, Eric Wang. “Nós já vamos começar as operações da fábrica no terceiro semestre de 2024, esperamos que seja em julho. Além disso, já estamos com uma série de investimentos previstos e temos certeza que, com o apoio que estamos recebendo, eles serão realizados”, contou o executivo chinês.


A unidade da Midea também consolida a região Sul de Minas como um polo de produção de eletrodomésticos, já que outra marca global do setor, a japonesa Panasonic, já está instalada em Extrema, o que vai render frutos para a região. “As presenças das duas marcas mundiais vai atrair mais fornecedores de peças e materiais para a região, além de empresas de logística, manutenção, alimentos e outros serviços, gerando ainda mais empregos do que as fábricas em si. É um ganho muito significativo para a região”, conclui Renato Garcia, gerente de atração de investimento da Invest Minas.



Fonte: Correio de Minas

Commentaires


Posts Em Destaque
Posts Recentes
bottom of page