Ar-condicionado: quando é a hora de trocar?


Preste atenção nos sinais do aparelho e nos custos com manutenção; equipamentos modernos e com a tecnologia inverter são mais econômicos e silenciosos.


Um aparelho de ar-condicionado com as devidas limpezas e manutenções realizadas ganha bastante em vida útil e durabilidade. No entanto, em algum momento, vai chegar a hora de trocar o equipamento.


De acordo com os fabricantes, um ar-condicionado que passe por limpeza correta e manutenção de assistência técnica pode funcionar muito bem por até 20 anos. De toda forma, fique atento aos sinais para saber se já está chegando ao fim a vida útil do seu equipamento.


O desempenho não é mais o mesmo

De acordo com o tempo de vida e a rotina de uso do aparelho, seu desempenho pode começar a cair e ele realiza muito mais esforço para climatizar o mesmo ambiente. Com o passar dos anos, a potência e a eficiência ficam menores, levando ao problema abaixo.


O consumo de energia aumentou

Com a eficiência prejudicada, o ar-condicionado demanda mais energia elétrica e a conta de luz chega cada vez mais cara.


Os reparos são constantes

Um equipamento antigo vai exigir mais manutenção. Porém, quando a assistência indica substituição de peças e a conta começa a ficar alta, pode ter chegado a hora de fazer a troca por um ar-condicionado novo.


Vantagens de um ar-condicionado novo

Aparelhos mais modernos contam com novas tecnologias que agregam mais funções, mais eficiência e menor consumo de energia. Um ar-condicionado mais moderno faz uma melhor manutenção da temperatura dos ambientes e é mais silencioso, tanto na unidade externa (condensadora), como na interna (evaporadora).


Um exemplo de evolução são os equipamentos com a Tecnologia Inverter. Diferentemente dos compressores tradicionais, que ligam e desligam durante o funcionamento, quando começam o resfriamento de um ambiente, os motores inverter nunca se desligam completamente. Ao evitar picos de consumo de energia elétrica, eles têm uma operação mais eficiente e provocam menos impacto na conta de luz.


É mais comum encontrar aparelhos de ar-condicionado inverter no modelo Split, que são aqueles com condensadora e evaporadora separados. Mas também existem no mercado as opções de ar-condicionado portátil e aparelhos comerciais com esse tipo de compressor.


Fabricantes estimam que a economia com um ar-condicionado inverter pode ultrapassar 40%, em relação a um aparelho convencional novo, chegando até a 70%, na comparação com equipamentos mais antigos.

Praticamente todos os aparelhos de ar-condicionado Smart contam com tecnologia inverter, visto que a motorização, trabalhando em conjunto com novas tecnologias e sensores de temperatura mais modernos, entregam mais economia para o consumidor, diluindo o custo dos equipamentos mais caros na hora da compra.


Um aparelho de ar-condicionado Smart tem conexão com a rede de internet doméstica e fica sempre conectado ao Wi-Fi. Além de usar o controle remoto, é possível comandar funções por um aplicativo do fabricante instalado no smartphone ou via assistentes de voz com dispositivos como smart speakers.


Modelos de ar-condicionado inteligentes podem emitir alertas sobre consumo, necessidade de troca de refil, limpeza de filtros e outras manutenções. Ou seja, o próprio aparelho ajuda a lembrar os cuidados para prevenir problemas mais graves e aumentar sua vida útil.

Posts Em Destaque
Posts Recentes