Instalação e manutenção bem feitas são essenciais


Para que o aparelho trabalhe em sua melhor performance, é preciso muita atenção na instalação e manutenção do ar-condicionado. Por isso, sempre que o assunto for instalação e manutenção, opte pela mão de obra especializada. Curiosos e amadores podem até parecer serviços mais baratos, mas com o tempo a economia acaba saindo cara.

Gastos desnecessários de energia, baixo nível de funcionamento e redução da vida útil são apenas alguns dos problemas que podem ser decorrentes de instalações e manutenções mal feitas.


Conheça agora todos os aspectos que envolvem esses serviços e como podem melhorar o funcionamento do aparelho.


A boa instalação do ar condicionado é muito importante para o funcionamento adequado de todo o sistema, mas ela deve responder a uma série de critérios. O primeiro passo, antes mesmo da compra, é definir a capacidade adequada do ar condicionado em relação ao ambiente que deve ser climatizado.


Os aparelhos têm sua capacidade definida em BTU/H, uma unidade de medida britânica, que correspondem a determinadas dimensões de ar a ser refrigerado. Uma boa dica é usar uma calculadora de BTU/H para escolher o melhor modelo de acordo com a sua necessidade.


Instalação do ar-condicionado

Uma vez escolhido e comprado o aparelho, na hora da instalação é preciso ficar atento à instalação elétrica, já que a tensão disponível no local e a tensão na qual ele deve funcionar devem ser compatíveis. Caso seja preciso mexer na rede elétrica, a dica é procurar um profissional especializado para fazer a alteração, mas é sempre bom lembrar que há modelos 110V e 220V.


Se o aparelho escolhido for um split, ele terá uma evaporadora, que deverá ser instalada internamente, em local onde o fluxo de ar seja paralelo à maior dimensão do ambiente, longe de fontes de calor e de equipamentos eletrônicos, e nunca atrás de móveis, cortinas ou qualquer objeto que impeça o fluxo de ar.


Já a condensadora deve ser instalada externamente, levando em consideração a posição da evaporadora de forma racionalizar tanto a utilização do conjunto quanto dos tubos usados. Ela deve ficar onde haja a menor incidência possível de raios solares, mas com boa ventilação. No entanto, evite locais como garagens, becos e corredores.


Outro cuidado essencial é em relação à drenagem da água, que é feito por gravidade. Se não for possível, a instalação de uma pequena bomba pode ser a melhor solução para evitar goteira e infiltrações. Não use recipientes inadequados, como baldes.


O técnico especializado deverá, ao final da instalação de ar condicionado, fazer um teste completo, incluindo possíveis vazamentos.


Manutenção do ar-condicionado – Benefícios e tipos

A manutenção regular do ar condicionado garante seu perfeito funcionamento evitando panes, economia de energia e maior vida útil de todas as peças, evitando trocas ou problemas com o equipamento como um todo. Além disso, há também benefícios para a saúde, evitando a proliferação de fungos e bactérias, além de fumaça, poluição e poeira que prejudicam a qualidade do ar consumido. A limpeza dos filtros deve ser feita a cada 15 dias, lavando-o em água corrente e retirando a poeira do aparelho com pano seco.


Mesmo assim, é preciso realizar a manutenção preventiva uma vez por ano com um técnico especializado, que irá fazer uma limpeza profunda. Em locais de grande movimentação de pessoas, como locais públicos, lojas, clínicas, hospitais e escolas, por exemplo, a manutenção preventiva ar condicionado deve ser realizada a cada seis meses. A manutenção preventiva visa reduzir ou evitar a manutenção corretiva.


A manutenção preditiva, mais utilizada em grandes sistemas de climatização, é baseada na observação de sinais emitidos pelo equipamento e permitem entender sua condição operacional. Dessa forma, é possível fazer um prognóstico do final de vida útil de cada componente, a seu tempo. Esses sinais e tendências são avaliadas através de ensaios estatísticos oferecidos por dados colecionados em levantamentos. As técnicas mais utilizadas para manutenção preditiva tem sido a ferrografia, vibração, ultrassom e termografia.


Já a manutenção corretiva, por outro lado, tem como objetivo consertar problemas já existentes e também só deve ser realizada por mão de obra especializada, no próprio local ou na oficina de reparo. Ela corrige falhas e recupera a performance de sistemas e/ou equipamentos que tenham diminuído sua capacidade de realizar funções previstas em seu projeto inicial.

Ficou com dúvidas sobre o assunto?

Fale conosco, queremos te ajudar!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
End: Rua Alberto Torres 673, Pátria Nova - Novo Hamburgo / RS
  • iconfaceb
  • iconinsta

Todos os direitos reservados à Air Service - Desenvolvido por Lzf Conteúdo e Design